Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vícios Coloridos - pensamentos sobre mim e sobre o resto...

Vícios Coloridos - pensamentos sobre mim e sobre o resto...

Escolhas...

 

Durante a minha ausência também andei dedicada à saúde e ao bem estar. Comecei a estar mais atenta ao alimentos alcalinos, ao glúten, ao açúcar e à caseína (lacticínios). Decidi que devia diversificar a minha alimentação introduzindo novos alimentos e mais saudáveis. Desde há muito que sou uma espécie de vegetariana, não consumo carnes vermelhas, nem derivados, nem alimentos processados. Introduzi alguns produtos tipicamente vegetarianos como a soja, o tofu, o seitan mas hoje em dia já nem os consumo muito, tento então comer os produtos mais naturais e menos modificados pelo homem, leio rótulos e tento não comprar alimentos que na sua constituição têm nomes que não consigo pronunciar. Atenção não sou fundamentalista, apenas sinto que o meu organismo funciona melhor com alimentos simples. Isto tudo para dizer que descobri um livro muito interessante sobre saúde "Chegar Novo a Velho" do Dr. Manuel Pinto Coelho.

 

 

"Changes. Next exit"?

Ando a trabalhar arduamente num projecto há meses, por isso a minha ausência... mais mental que física. Confesso ... agora que está a um passo de se concretizar estou assustada... com muitas dúvidas e medos, tenho sonhos inquietantes e o medo de fracassar é bem real. Tento manter o equilíbrio e as minhas inseguranças camufladas, com meditação e exercícios de respiração mas a realidade impõe-se... bem agora é esperar para ver ;)

Além disso, continuo com os meu vícios, uns mais coloridos que outros. Descobri novos escritores, saí da minha zona de conforto e não me arrependi. Vi os filmes nomeados para os Óscares, naveguei nos meus pensamentos... e pronto uma vida simples.

Parabénssss

Adoro animais, os meus predilectos são os cães. Por isso, um Feliz Dia Mundial do Animal. Hoje a minha cadela teve direito a uma guloseima extra. 

Hoje...

 

Hoje particularmente identifico-me com a foto... um caracol que reflecte, reflecte e não chega a conclusão alguma. Assim fui eu esta semana, pensei e pensei e pensei sobre em quem iria votar e a conclusão foi esta!

 

Alma lusitana...

Já li  "O Mandarim". Gostei principalmente do fim... Em minha opinião, não podia estar mais correto. Eça sabia bem ler a alma humana.

A importância que, as pessoas atribuem ao ter em vez de o ser, sem pensar nas consequências, já dizia Eça (1880) "...nenhum mandarim ficaria vivo, se tu, tão facilmente como eu, o pudesses suprimir e herdar-lhe os milhões, ó leitor, criatura improvisada de Deus, obra má de má argila, meu semelhante de meu irmão!"

 

"Novas" leituras.

Decidi voltar aos clássicos

 

Eça de Queiroz é o meu escritor português de eleição! Adoro a maneira como escreve,  o seu português correcto, a sua visão do mundo, sempre actual. Ou a sociedade portuguesa não mudou muito desde então, ou  Eça era um visionário. Estou convencida que é um pouco dos dois.

Bons vícios!

Mood...

Não gostei deste fim de semana, passei a maior parte angustiada e inquieta, a tentar provar a mim mesma que era capaz...

Creio que estou a desenvolver qualquer tipo de fobia a um passado idealizado. Guardo tudo dentro de mim (não gosto de me zangar), não oiço o meu corpo e tento aguentar o máximo tempo possível. Depois tenho sintomas externos que condicionam o meu dia a dia.

 

Ah! novidades...

Comecei a ler "Perguntem a Sarah Gross" e estou a gostar, boa escrita (ainda estou no inicio).

Em relação ao "TransIberic Love", não achei fantástico mas gostei da informação/consciência que passa ao leitor sobre a luta constante pela liberdade de escolhas, sobre a violência que ainda é exercida ao que foge aos padrões da sociedade...

Num apanhado geral é um abre olhos para a discriminação que acontece todos os dias nos países ditos de primeiro mundo!

Dar (-me) asas...

Hoje comprei um livro que ensina a pintar com aguarelas! Não foi uma compra impulsiva mas também não foi planeada. Não tenho a pretensão de pintar como Van Gogh (mas gostava ihihih)!

A minha motivação foi a Natureza Morta, sentir a beleza que existe nas coisas simples (e muito úteis) do quotidiano, em objectos inanimados que ganham vida nas telas e no imaginário de quem as observa.

Bom vício!

"Mente sã..."

Hoje comecei o dia com uma aula de yoga, depois de passear a minha míni cadela.

O meu pensamento depois de uma hora de quase cambalhotas e de esticar os músculos... É preciso sentir o corpo, a ligação deste com a terra, com o universo para nos sentirmos em equilíbrio com o espírito. Mente sã em corpo são!

Eu tento ter bons vícios

Oração noturna

Obrigada força do universo, por mais um dia neste planeta! Quero agradecer por acordar todas as manhã, de ter o privilegio de conviver com as pessoas que gosto (todos com saúde)! Peço-te disponibilidade mental para ler mais e para apreciar as coisas boas da vida! 

 

Princesas...

Quando era pequenina adorava as princesas da Disney, a Branca de Neve era a minha preferida. Gostava dos vestidos compridos, dos cabelos longos (a minha mãe adorava levar-me às tesouras do cabeleireiro)  e principalmente dos finais felizes, do "viveram felizes para sempre".

Já crescida gosto de ler os contos originais dos Irmãos Grimm, do J.M.Barrie, Carlo Collodi, Christian Andersen, entre outros... Descobri que nem sempre os finais são felizes e pessoalmente acho-os bem mais interessantes.

O Sapo... Cocas

Não recordo muito bem como começou o romance entre o Cocas e  Miss Piggy (até porque ainda não era nascida), recordo apena que faziam o par perfeito!

Actualmente estão separados, ele está a reconstruir  a vida amorosa, com outra porca e creio que ela também já tem outro relacionamento, mas questiono porquê outra porca? será que o sapo está com saudades da Piggy? ou foi só um date? será que está a tentar fazer ciúmes à Miss Piggy, porque ainda gosta dela? ou será porque só as porcas fazem o seu tipo?

 

Foi assim...

Este fim de semana estive ausente, só consegui ligar agora o pc... Setembro deixa-me assim... distraída.

Ponto de situação: continuo com o "TransIberic Love", adquiri " Perguntem a Sarah Gross" de João Pinto Coelho e assisti a uns concertos. Fiz umas comprinhas nova colecção (fui à falência), socializei com uns amigos e aproveitei o domingo para fazer praia (por sinal estava muito boa!).

AH! e fiquei desiludida com o Sapo Cocas... já anda com outra porca!

Bons vícios semanais

Mudança(s)

Já algum tempo decidi(por sugestão médica) mudar de hábitos alimentares. Decidi deixar de comer carnes vermelhas e derivados, e ingerir mais alimentos de origem vegetal... e desde aí tem sido uma aventura comer fora de casa. Actualmente um pouco menos, pois há cada vez mais alternativas ao tradicional bife com natas

Quando combinava jantar fora, tentava sugerir o restaurante. Ao explicar que não era bem vegetariana ou vegan, ou que não me enquadrava num grupo especifico e o porquê da minha escolha, era uma meia hora e depois tinha de ouvir todo o género de opiniões, sim porque cada um tem sempre alguma coisa a dizer.

Então decidi denominar-me vegetariana... a partir desse dia nunca mais tive de explicar nada... era do tipo: "Sou vegetariana, podemos ir a um sitio que tenha alternativas vegetais? - "Ah!Ok."

Nós os Seres Humanos precisamos de pôr rótulos, de enquadrar-nos em grupos... não aceitamos muito bem a diferença por si só.

Isto tudo para dizer que, foi uma das melhores decisões que tomei, tornei-me mais consciente em relação ao que como, à minha maneira de viver, às minhas escolhas, ao meio ambiente e sinto-me mais leve, de melhor humor... começei a integrar na minha alimentação uma maior variedade de alimentos e sabores.

Bons vícios

Primeira impressão..."TransIberic Love"

Uhmmmm optei pelo livro da Raquel Freire "TransIberic Love", até porque era o exemplar que tinha em casa. Ainda não tenho uma opinião formada sobre a estória... é algo diferente do que estou habituada a ler.  É notório a influência de argumentista da autora, pois uma das características deste livro é o leitor ter conhecimento da vida interior de cada personagem, a versão de cada um dos acontecimentos.

E é isto por agora

Sobre o final "As Intermitências da Morte"...(sem o desvendar)

Fiquei surpreendida com o final do livro "As Intermitências da Morte", não estava à espera do desfecho... quando comecei a ler nunca imaginei que terminaria assim. Achei-o interessante pois acho que o Homem precisa de finais como este, para viver em harmonia com a sua mortalidade. Somos o único ser vivo que tem conhecimento da sua finitude, e não é fácil lidar com isso. A esperança e o amor são essenciais na vida de qualquer Ser humano.

Bons Víciossssss

Bom vício

Outro dos meus vícios é o desporto. Em criança sempre tive uma prática física regular desde grupos de dança, running, bicicleta, basquetebol...

Depois cheguei à adolescência, com as saídas à noite, essa prática ficou cada vez menos regular... e para ajudar comecei a fumar.

Passado 8 anos de sedentarismo, deixei de fumar e comecei a praticar desporto novamente! Adoro fazer caminhada, corrida, ginástica... e pronto já não tenho 20 anos e a força da gravidade não perdoa! mas o maior dos benefícios é o psicológico, além dos físicos.